27 nov, 2018

[RESENHA] Divina Essência

Oii seus lindos, hoje vamos falar sobre o livro Divina Essência, da autora nacional Helena Andrade. O livro tem uma proposta interessante sobre busca de tratamentos e pesquisas que levam a isto, e para vocês saberem o que eu achei deste livro é só continuar lendo.

Melissa é uma bióloga e pesquisadora que tem a chance de
encontrar a cura para uma doença, mas não uma doença qualquer, uma que atinge
alguém que ela ama. Ela tem um engajamento interessante com plantas que possuem
propriedades terapêuticas, em uma destas pesquisas ela acaba por encontrar uma
flor rara que pode curar uma doença hematológica.
 
E é durante uma união internacional que tem por intuito
desenvolver a pesquisa e encontrar a cura, Melissa conhece o médico
Giovanni, por quem seu coração bate imediatamente mais forte, mas infelizmente o
lindo doutor não está disponível para viver esta paixão, e assim Melissa
descobre que esta pesquisa lhe trará mais do que uma busca pela cura de uma
doença.
 
Vou começar esta resenha sendo bem honesta com vocês: o tema do livro é muito interessante, a doença apresentada me deixou bem curiosa e
principalmente porque fui apresentada a aspectos de uma pesquisa de coisas que
podem levar a cura de alguma doença que eu nunca tinha imaginado, sabem aquela
coisa de criança de achar que magicamente as coisas aparecem? Eu meio que era
assim em relação a medicamentos (por falta de palavra melhor) porque eu nunca
parei para pensar nos anos de pesquisas que levaram ate chegar ali, mas ainda
assim a história não me convenceu completamente.
 
O inicio da leitura foi arrastado e eu demorei tanto tempo
para realmente me envolver com a história que sequer fui capaz de me conectar
com os personagens, e isto me incomodou muito, porque amo tramas em que sinto vontade de entrar
no livro e abraçar os personagens.
 
Entendo as implicações que a pesquisa trouxe, e que os ânimos
realmente ficam exaltados com uma grande descoberta assim, e se apaixonar neste
meio de caminho deve ser no mínimo angustiante, mas em determinadas situações
eu achei a Melissa bem da grossa e que não tinha necessidade, até porque algumas
pessoas não tinham nada a ver com o que estava rolando na cabeça e no coração
dela.
 
Sobre a edição, eu adorei a diagramação, que é bem fofinha e
a fonte e tamanho da letra que são bem confortáveis para a leitura, que vem
acompanhada de nossas lindas páginas amareladas, mas o ponto que me incomodou
desde a primeira vez que eu vi, até o momento em que tive o livro em mãos foi
esta capa. A modelo é linda e achei a capa adequada, mas eu não consigo olhar
pra esta capa e não pensar em uma propaganda para tintura de cabelo, porque
parece muito estas modelos que aparecem na caixa de tinta e eu simplesmente não
consegui desvincular minha mente desta imagem.
 
Para quem gosta de um romance complicado, com um pano de
fundo de pesquisa interessante que nos mostra outras vertentes que não conhecíamos
deste universo (pelo ou menos foi assim para mim) é uma leitura bem indicada,
porque ainda que não tenha funcionado para mim, pode funcionar para vocês.
Título: Divina Essência Páginas: 291 | Autor(a): Helena Andrade  
 | Editora: Ler Editorial | Ano: 2017
 
 
Aninha

Tags: , , ,

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

18 Comentários

  • Avatar
    Karem F
    janeiro 21, 2019

    Adorei a premissa do livro. Achei bem interessante o fato de mostrar como é feita uma pesquisa de medicamentos e sobre o romance que a protagonista irá ter. Mas igual você citou acho que iria ter o mesmo problema de me envolver com os personagens mas só lendo para ter certeza. Adorei a resenha.

    Bjus
    http://imagine-livros.blogspot.com/?m=1

  • Avatar
    Marijleite
    janeiro 19, 2019

    Oi, eu já li esse livro e o romance é realmente complicado, eu gosto da capa, o que mais me agradou nele foi essa parte da pesquisa e a ambientação.

  • Avatar
    Cila - Leitora Voraz
    janeiro 17, 2019

    Oi Aninha, sua linda, tudo bem?
    Eu achei o tema de pesquisa para a cura de uma doença muito interessante, acho que nunca me deparei com ele em nenhum outro livro. Pena que tem essa questão de envolvimento, preciso de uma conexão com os personagens e com a história. Gostei muito da sua resenha sincera.
    beijinhos.
    cila.

  • Avatar
    Ana Caroline Santos
    janeiro 16, 2019

    Olá, tudo bem? Gostei da sinceridade! O pano de fundo seria uma ótima temática para pessoas como eu que trabalham com questões de pesquisas, e adora, porém concordo contigo que isso não necessariamente precisa interferir em um possível amor. Histórias com mocinhas grossas ou confusas demais, acabam me chateando muito, e me decepcionando, por isso acho que deixarei passar a dica. Mesmo assim isso não invalida suas ótimas palavras.
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

  • Avatar
    Sara Kerolen
    janeiro 15, 2019

    oii tudo bem ?
    nossa te entendo e muito ruim quando a gente não consegue se envolver com a trama , confesso que a historia não me cativou e por isso irei passar mais irei procurar outra obra da autora pra conhecer.

    bjs

  • Avatar
    Pensamento Literario
    janeiro 15, 2019

    OI!!

    Realmente é muito ruim quando não conseguimos nos envolve com a trama, com os personagens ou mesmo justificar algumas atitudes que fogem de uma perspectiva coesa. Também compreendo os pormenores envolvendo uma pesquisa e todo o empenho dos cientistas e/ou pesquisadores, mas mesmo com ânimos aflorados algumas reações não são justificáveis, então, parabéns por ter concluído a leitura.

    beíjos!

  • Avatar
    Cabine de Leitura
    janeiro 15, 2019

    Não conhecia o livro, mas essa proposta diferente me chamou atenção, nunca li nada assim. Mas ficou apavorada de tramas que se arrastam e que eu não me conecto com os personagens, abandono a leitura na certa e realmente, a capa não ajuda muito rsrs. Espero ler alguma coisa da autora.

    Abraços.

  • Avatar
    Ju
    janeiro 15, 2019

    Nossa, eu me sinto muito mal quando não consigo me conectar com os personagens… É algo muito importante pra mim, que quando não acontece normalmente arruína a leitura, então não fiquei com nenhuma vontade de me arriscar nesse livro, mesmo tendo essa questão interessante de busca da cura para uma doença.

  • Avatar
    Alessandra
    janeiro 14, 2019

    Amei a sua sinceridade sobre a leitura. Nem sempre gostamos de tudo em um livro e você soube pontuar perfeitamente isso de forma respeitosa ao mesmo tempo que trouxe elementos positivos.

    Confesso que não me interessei muito pelo livro, talvez não seja um bom momento para lê-lo, mas quem sabe mais pra frente dê certo? Por enquanto acho que vou ficar com obras mais ágeis e descomplicadas.

  • Avatar
    Thainá Christine
    janeiro 14, 2019

    Olá!
    Confesso que a capa em si não me despertou nenhum interesse. Não gosto muito de modelos estampando capas, às vezes fica muito artificial e acaba quebrando o clima de leitura, sabe? Se fosse pela capa eu já passaria direto, tenho que admitir. Mas falando do enredo, isso de misturar romance com pesquisa me lembrou um livro que li recentemente, também de autora nacional, chamado "Um espelho para Vênus", onde temos a parte da sexualidade e o romance entre o casal principal. Caso se interesse por ambos os assuntos, deixo para ti como indicação. Eu tenho um grande problema com romances, então por enquanto estou passando dicas do gênero. Mas quem sabe mais para frente, né?

    http://www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

  • Avatar
    Fabrica dos Convites
    janeiro 14, 2019

    É sempre mais complicado quando a leitura se arrasta mesmo, e a falta de empatia com os personagens piora ainda mais
    Bjs, Rose

  • Avatar
    Clayci
    janeiro 13, 2019

    Oi Aninha, tudo bem?
    Eu daria uma chance pra esta leitura, mas não pelor romance e sim pela parte científica. Mas pelo que vi na sua resenha, por mais que a pesquisa seja bem explorado não é foco né? ahahah Tão difícil achar uma história assim, que o foco fica apenas no lado cientifico mesmo sendo ficção. Bom, mas gostei da sua resenha e da suas ressalvas.
    Beijos

    Sai da Minha Lente

  • Avatar
    Ana Paula Lima Miranda
    janeiro 12, 2019

    Oiii!

    Eu adoro romances que trazem conflitos entre os personagens! AMO!! Gostei de saber que há um estudo no enredo, mas entendi seu ponto em relação a protagonista, sempre tem umas que a gente acha desnecessário, né?

    Em relação a capa, achei muito feia e nem tinha pensado em tinta de cabelo, mas depois do que vc falou é mesmo hahahaha.

    Gostei da resenha!

    Bjs

  • Avatar
    Subsolo da mente
    janeiro 12, 2019

    Olá!
    Não conhecia o livro, mas gostei de saber que é de uma autora nacional. Amo livros nacionais e com certeza vou anotar sua dica.
    A capa está bem linda!
    Uma pena que você não tenha gostado tanto, mas isso acontece.
    Beijos!

  • Avatar
    Beatriz Andrade
    janeiro 12, 2019

    Oi, tudo bem?
    Eu já conhecia o livro, mas ainda não li. Achei a sua resenha bem bacana e gostei de ver os pontos que você mencionou, gostei ainda mais da sua sinceridade. Eu não me sinto atraída para ler esse livro, mas já vi elogios para ele por aí.

  • Avatar
    Aninha Saraiva
    janeiro 12, 2019

    Olá!

    Ainda não conhecia esse livro, mas a premissa é bem bacana! É um tipo de livro que eu gosto muito, além disso, notei que a capa é muito bonita hahah

    Vou anotar a dica ♥️

  • Avatar
    Thai
    janeiro 11, 2019

    Oiee!

    É uma pena que a leitura não tenha te conquistado, porque eu realmente amei essa proposta: um romance complicado, ao que parece, com pesquisa de fundo! Não sou muito da área da saúde, na verdade, mas me interesso muito pela parte da ciência e de pesquisas no meio.

    Não sei como seria para mim a leitura, mas acho que vou dar uma chance.

    Bjs

  • Avatar
    Karini Couto
    janeiro 11, 2019

    Tudo bem? Sua resenha está bem bacana. Mas a premissa do livro não me chamou atenção em um primeiro momento. Como esse ano tenho saído da minha rotina de leitura, quem sabe mais par frente eu não dê uma chance.

    Beijos.