24 jan, 2020

[RESENHA] As Irmãs Cynster #2: Salva Por Um Cavalheiro

Oiiii seus lindos, as coisas não estão ocorrendo muito na ordem com esta série por aqui, mas hoje vim falar com vocês um pouquinho sobre Salva Por Um Cavalheiro, o segundo volume da Trilogia das Irmãs Cynster, lançado aqui no Brasil pela Editora HarperCollins Brasil, e como falado na primeira resenha (vocês podem conferir AQUI) é uma trilogia, dentro da série Os Cynster, que possui (até onde eu sei) 26 livros publicados lá fora, e sem perspectiva de publicação por aqui. Mas a trilogia por si só é uma história maravilhosa e que vale a pena ser conhecida, então bora lá conferir o que eu achei do segundo livro.

Eliza é a irmã do meio das Cynster, a mais calma e centrada das três eu diria, mas depois do sequestro de Heather, e seu sequente noivado com o Visconde de Breckenridge, a segurança em cima das irmãs fica muito mais forte. Mas toda este segurança não impediu que Eliza acabasse desacordada em um coche seguindo em direção a Edimburgo, e após 3 dias e 3 noites sedadas ela decide que precisa escapar, nem que para isto precise fingir que está desacordada.

Neste meio tempo o Jeremu Carling, um erudito que percorre os prados escoceses por uma estrada que não é muito utilizada, acaba se deparando com a situação improvável de uma mulher gritando desesperadamente de dentro de um choche, ele sente que conhece a mulher… Até se dar conta de que é Eliza Cynster, uma jovem a qual ele foi apresentado nos salões de Londres.

Jaremy não é nenhum herói, não é sequer o tipo de homem que se aventura, mas apesar de ser somente um especialista em hieróglifos famoso, ele é também um cavalheiro e isto faz com que ele se coloque em posição de salvar Eliza, e obviamente tentar descobrir que é este terrível sequestrador escocês que insiste em querer sequestrar uma das irmãs Cynster.

Durante o resgate a Eliza, Jaremy acaba por confrontar diretamente o misterioso escocês (que sinto em dizer, segue sendo misterioso mesmo, pelo menos até agora) em um perigoso penhasco, uma situação os faz pensar se finalmente os ardis do vilão misterioso irão se findar, mas principalmente é o momento em que Eliza e Jeremy se dão conta do sentimento que surgiu em meio a jornada, e então é preciso decidir o que fazer com este sentimento.

Eu não deixei como segredo para ninguém que fiquei completamente apaixonada pelos livros desta trilogia (que vergonhosamente eu fiz resenha do primeiro e do terceiro, mas ainda não tinha feito do segundo), o meu único problema com a escrita da autora é que ela demora um pouco para poder engrenar na história efetivamente, mas quando engrena é IMPOSSÍVEL largar a leitura.

Este não é meu livro preferido, deixei claro por aqui já que o grande amor da minha vida é o terceiro livro, mas eu gosto muito de como a história da Eliza transcorre, me pareceu muito adequada com a personagem, que é a mais calma das três irmãs, a intelectual, mas infelizmente ela passa boa parte do livro se comparando com as irmãs, apesar de eu compreender que a autora fez isto como uma parte do processo de evolução e descoberta dela como pessoa, chega um ponto que estas comparações ficam chatas.

O Jeremy é um personagem bem fofinho, e achei ele extremamente corajoso, porque a decisão de ajudar a Eliza colocou ele completamente fora de sua zona de conforto, já que ele poderia facilmente ter deixado os sequestradores seguirem com ela e ir até a cidade mais próxima pedir ajuda (mas obviamente ai não teríamos uma história legal), mas ele opta por ajudar ela e mais do que isto eu acredito que ele ajuda a Eliza a se descobrir, a entender quem ela realmente é e o que ela quer para a vida dela.

É muito legal acompanhar o processo de evolução da Eliza, porque ela começa extremamente perdida, com uma autoestima completamente refém das comparações com as irmãs, e também porque as mudanças não ocorrem de uma hora para outra, e é encantador ver como o Jeremy auxilia neste desenvolvimento, e como ele também aprende. Porque antes nosso cavalheiro era completamente recuso e refém de seus papeis (que obviamente pra um erudito eram as únicas coisas que essencialmente importavam) e ele passa a entender que a vida é muito mais do que só deter conhecimentos.

A forma como os dois se encaixam também é maravilhosa, porque é tudo muito gradativo e quando eles vão percebendo as semelhanças já é tarde demais para que se ignore o potencial que uma possível relação pode ter.

Eu li este livro em ebook, então não posso falar muito sobre como é a edição física. O Ebook possui alguns erros de revisão, mas nada que prejudique a leitura, ainda que incomode em algumas partes.

A escrita da autora começa de forma um pouco lenta, e em alguns momentos ela fica muito descritiva, mas é muito gostosa e a leitura vale muito a pena. Eu já resenhei por aqui o terceiro e último livro desta trilogia, e vocês podem conferir minha opinião sobre esta PERFEIÇÃO que é o final da trilogia das Irmãs Cynster é só clicar AQUI, porque é o melhor livro de toda está saga (pelo menos até onde eu li) até o momento. Eu consegui os outros 15 livros (SIM são 15 livros antes da trilogia das Irmãs Cynster) em espanhol, e assim que eu acabar de ler eu venho aqui contar para vocês o que eu achei deles.

Avatar

Tags: , , ,

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

21 Comentários

  • Avatar
    Camila
    fevereiro 10, 2020

    Menina tem que gostar muito de um escritor para ler 15 livros dele. Minha nossa, essa mulher deve ter uma escrita maravilhosa. Aliás, apesar da sua resenha ter ficado ótima, se você tivesse começado dizendo isso já teria me convencido a ler esse livro haha Gostei bastante da premissa e claro que vou conferir esse livro.

    Beijos

    • Avatar
      Aninha
      fevereiro 13, 2020

      A escrita dela é ótima, mas até eu que amo me assusto com a quantidade de livros kkkkkk eu ainda vou ler eles, mas vou ter que ler em espanhol porque aqui no Brasil foi lançado somente a trilogia das irmãs mesmo, sem os outros livros do clã Cynster.

  • Avatar
    Leitura Enigmática
    fevereiro 08, 2020

    Não conhecia a trilogia, mas ela chamou muito minha atenção pelo que escreveu,parece ter um enredo intenso e surpreendente, com uma narrativa fluída e que prende o leitor nela. Anotada a dica e espero ler em breve.

    • Avatar
      Aninha
      fevereiro 13, 2020

      Sim, o enredo deixa a gente desesperado para saber quem é o sequestrador e porque ele quer tanto as irmãs Cynster.

  • Avatar
    PS Amo Leitura
    fevereiro 06, 2020

    Acredito que essa é a primeira resenha que leio desse livro e já me chamou atenção para essa série! Um ponto que me deixaria um pouco receosa em começá-la seria o fato da narrativa da autora começar um pouco lenta, mas, exceto isso, parece uma obra apaixonante e que conquista muito! Deixarei a dica anotadinha.

    Beijos.

    • Avatar
      Aninha
      fevereiro 07, 2020

      Eu também sou das que ficam incomodadas com inicios mais lentos, mas realmente vale a pena insistir na leitura <3

  • Avatar
    Ana Caroline Santos
    fevereiro 02, 2020

    Olá, tudo bem? AH eu amo demais esse livro. É meu favorito da trilogia que a editora já lançou, e tenho um apego enorme. Eu tenho em edição física que é linda e vale a pena! Não lembro de ter encontrado erros de revisão, mas realmente não lembro hehe e SIM, o protagonista é MUITO fofo <3 Amei a sua resenha que me relembrou de quando li!
    Beijos

    • Avatar
      Aninha
      fevereiro 04, 2020

      Eu ainda prefiro Raptada por Um Conde kkkkk O terceiro é muito o amor da minha vida, mas sim o protagonista é muito fofo <3

  • Avatar
    Camila - Leitora Compulsiva
    fevereiro 01, 2020

    Oi, Aninha.
    Que maravilha encontrar a sua resenha!
    Eu tenho os três livros da trilogia aqui, mas depois de comprá-los descobri que a série era enorme! Fiquei achando que não valeria a pena ler… Mas agora fiquei muito mais feliz. Mesmo que a série seja enorme e que tenha outros livros anteriores a estes, dá para ler só esses três numa boa, né?!
    beijos
    Camis

    • Avatar
      Aninha
      fevereiro 04, 2020

      Pode ler tranquilamente, as histórias são todas independentes, as únicas que são ligadas são as das três irmãs, os demais primos e irmãos não se ligam a esta história, ao menos não de forma que interfira a compreensão de tudo 🙂

  • Avatar
    Alessandra
    fevereiro 01, 2020

    Não conhecia este livro ainda e fico mais tranquila após ler sua resenha.
    Provavelmente eu empacaria nos momentos de lentidão da escrita, mas agora eu sei que quando pega o ritmo a leitura flui 😀

    • Avatar
      Aninha
      fevereiro 04, 2020

      E quando flui vai direto kkkkk fica impossível parar de ler.

  • Avatar
    Luna
    janeiro 31, 2020

    É horrível quando amamos uma série e ela não é publicada aqui! Isso já aconteceu comigo inúmeras vezes. Como você, também acabo recorrendo ao espanhol, e fico torcendo para que um dia os livros sejam publicados no Brasil.

    Amei saber que a trilogia toda vale a pena, embora o terceiro seja o seu preferido. Eu já tinha esbarrado nos livros em alguma livraria, mas infelizmente não comprei. 🙁

    É maravilhoso que a autora tenha permitido que sua protagonista crescesse, que evoluísse e já não se sentisse mais tão inferior às irmãs. E que o mocinho tenha contribuído para o amadurecimento dela. Me parece um casal que combina muito e fiquei cheia de vontade de ler!

  • Avatar
    Vitória Doretto
    janeiro 31, 2020

    Oi, Aninha!
    Menina, precisa ter fôlego pra ler 15 livros da mesma série hein haha Ainda não conhecia essa trilogia, mas pela sua resenha me pareceu mais um daqueles romances de época gostosinhos que sempre nos deixam felizes no final, fiquei morrendo de vontade de ler!
    Beijo!

  • Avatar
    Nathalia Silva
    janeiro 31, 2020

    Oiii, esse foi o primeiro contato que tive com esse livro e amei saber que as coisas vão desenvolvendo aos poucos, eu sei que isso pode ser ruim às vezes, mas também pode ser algo positivo. Já que vemos uma evolução gradativa do romance entre os protagonistas, existe uma evolução de personagem… isso tudo que falei aconteceu neste livro, pelo que vi em sua resenha. Enfim, amo romance de época e amei conhecer esse livro.

    Bjus

  • Avatar
    Carolina Trigo
    janeiro 30, 2020

    Oi!
    Como assim 26 livros? Como que lê tudo isso? Rsrs.
    Não costumo ler romances de época, mas, mesmo que tivesse me interessado, não seria se leria por causa da quantidade de livros. Já faz algum tempo que estou na luta de acabar com as séries inacabadas e não posso pensar em colocar mais uma de 26 livros.
    Sua resenha está ótima!
    Bjss

    • Avatar
      Aninha
      janeiro 31, 2020

      Eu fiquei bem assustada quando eu vi, mas como a Trilogia das irmãs é uma parte fechada do todo, acredito que a Harper não vá trazer o resto, então meio que por aqui é só uma trilogia mesmo kkkkk

  • Avatar
    Rayanni kellsin
    janeiro 29, 2020

    Olá, tudo bem? Não costumo ler muito do gênero, mas gostei muito das suas considerações e vou deixar a dica anotada para quem sabe ler a obra no futuro né.
    Um beijo.

    • Avatar
      Aninha
      janeiro 29, 2020

      Eu sou apaixonada com o gênero, então meio que acabei ficando chata kkkk Algumas histórias simplesmente não passam mais, e a das Irmãs Cynster é uma que me deixa absolutamente encantada, porque tem muita aventura e coisas diferentes.

  • Avatar
    Diane Ramos
    janeiro 26, 2020

    Olá…
    Amei muuuuito sua resenha, pois, eu adoro romances de época!
    Ainda não conhecia essa trilogia, porém, fiquei animadíssima com seus comentários e já aviso que já vou anotar a trilogia completa no topo dos desejados.
    Bjo

  • Avatar
    Carol Mendes
    janeiro 26, 2020

    15 livros??? uau.
    eu tô tentando passar longe de séries/sagas esse ano, só vou tentar terminar as que eu comecei e ler livros únicos (a meta de todo ano que não consigo cumprir), então mesmo a trama tendo chamado atenção, no momento não irei ler, mas já acrescentei na wishlist pra ler futuramente!

    ótima resenha!
    Virando Amor