06 mar, 2020

[RESENHA] Romance Proibido

Oi seus lindos, hoje vim falar com vocês um pouquinho sobre Romance Proibido, da nossa autora parceira MARAVILHOSA Clara de Assis. Sei que já tem um tempinho que não trago uma resenha dela por aqui, mas nós temos algumas lá no Instagram, e vocês podem correr lá para conferir. Admito que eu não sabia bem o que esperar desta história, porque ela possui uma temática que eu nunca tinha visto a Clara escrever, mas como ela não joga para perder e tudo o que faz é muito bem feito, eu acabei apaixonada por este livro. Então sem mais delongas, borá conferir um pouquinho mais sobre esta história.

Brice Lockhart (sim, igual ao Gilderoy de Harry Potter e a Câmara Secreta) é um estudante e gamer que vive mudando de cidade, pois seu pai é militar e as mudanças constantes são uma necessidade. Agora ele está se adaptando a uma nova cidade, mas ele é tudo o que acredita gostar de ser: tem talento para cativas amigos, é charmoso e consegue a garota que quer.

Mas há fragilidade no que ele acredita gostar, e suas perspectivas começam a se alterar quando ele conhece o novo professor de literatura, e aí o jovem Brice começa a se perguntar se realmente ele é quem acredita ser e se gosta do que acreditava gostar.

Eu já li alguns livros LGBTQI+ que mostram o processo de aceitação do personagem, quando ele entende que gosta do mesmo gênero, então eu já esperava certos tipos de situações. Mas aqui, embora eu tenha estranho a situação aluno-professor, eu achei que houve muita leveza no tratamento dos momentos importantes pelos quais o Brice passa.

Confira também outras resenhas sobre descobertas:

O Brice era bem o típico hetero top em formação: achava que o mundo girava em torno dele, contava vantagem pelas garotas que pegava e levava para cama, e achava que era o ser mais importante e popular do colégio, admito que no início eu quis muito dar uns tapas nele e fazer tipo que nem a Edna em Os Incríveis “Se orienta! Acorda pra vida!” kkkk, mas daí eu me compadeci dele quando ele se descobriu atraído pelo professor, porque eu só posso imaginar como deve ser complicado você ser criado e viver sempre em um molde, embora ele não te agrade, e ai você se depara com alguém que te atrai muito e que revira todas as suas convicções.

Eu achei muito legal as relações familiares também, porque o pai do Brice é muito compreensivo sobre diversos aspectos da vida do filho, e eles são bem amigos, o que tornou o relacionamento fácil. Sei que infelizmente este não é o cenário para a maioria das pessoas LGBTQI+, mas as maiores barreiras do Brice para se assumir era ele mesmo, eram as quebras de padrões nos quais ele já tinha se acostumado a estar.

Eu fiquei muito triste com algumas situações, principalmente porque eu queria muito que eles se resolvessem e fossem felizes logo kkkkk Mas aí é que está a realidade desta história: o final é completamente inesperado e deixa a gente com um misto de incredulidade, choque e tristeza, mas acima de tudo, me fez ter pensar que a Clara realmente é um gênio.

É uma história bem rapidinha, de leitura leve e fluida, com uma edição bem fofinha no ebook, com alguns poucos erros de revisão, mas nada que realmente impactasse na leitura. Eu acredito que realmente é uma história que vale a pena ser conhecida, principalmente se você quer começar a ler livros LGBTQI+, porque é uma história mais levinha.

Título: Romance Proibido  Páginas: 66 | Autor(a): Clara de Assis  Editora: Independente| Ano: 2019

Avatar

Tags:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário